29 de ago de 2013

Endlessly Capitulo 19 - Deixe eu mostrar que posso ser melhor do que antes...


Annalu On

Nós ainda estávamos no carro de Austin e percorríamos as ruas de San Antonio, naquele momento eu lembrou-me de nosso primeiro encontro ao qual sucede-se a noite mais perfeita de minha vida, a primeira noite que fui de austin, mas eu tentava não lembrar daquilo, pois isso me fazia ter vontade de perdoar austin por tudo. Mas eu não esquecia as palavras ditas por ele toda vez que eu o olhava era como se eu revivesse aquele momento em que ela foram ditas.

Eu virei-me e fitei seu perfil e não pude evitar sorrir, mesmo eu negando Austin causava algo em mim, eu o amava e muito, mesmo eu tentando o esquecer sabia que seria uma tarefa difícil já que ele sempre seria o meu verdadeiro amor, o primeiro e único.

Autora on

Em exatos vinte minutos ele chegaram ao um restaurante nada muito sofisticado, uma simples lanchonete, onde Austin havia reservado apenas para eles, uma tentativa de não se incomodado por ninguém.
- você fechou a lanchonete pra gente? – perguntou Jev impressionado.
- sim pequeno. – falou Austin afagando os cabelos do garoto.
-maneiro. – falou o garoto correndo entre as mesas.
- Jev não corra irá se machucar. – falou Ann advertindo o pequeno garoto.
- deixe o se divertir. – falou Austin tocando no pulso de Ann a puxando para perto dele, a garota ficou com a respiração acelerada com a aproximação.
- Austin. – balbuciou Annalu fechando os olhos já sentindo a respiração de Austin bater com a sua.
- ann me desculpa? – pediu Austin acariciando o rosto de Annalu, ele admirava o rosto da garota, enquanto a mesma se encontrava de olhos fechados e com a respiração ofegante.
- eu só quero que tudo volte a ser como antes, eu você e agora com o pequeno Jev, eu quero ser o homem que não demostrei ser no dia que a deixei, me deixe mostrar que posso a fazer feliz.
- Austin não posso estou machucada de mais. – falou Annalu abrindo os olhos.

- porque está machucada mamãe? Austin a machucou? – perguntou o pequeno Jev não entendendo aquela cena. Ann se distanciou do Austin e olhou surpresa para o filho agora como ela explicaria aquilo para o pequeno menino?

Continua...

Oh meu deus e agora o que será que Ann vai fazer? Contará toda a verdade ou ainda continuará mentidno sobre o que Austin é de Jev? Comentem

Continua com 10 comentarios!!

28 de ago de 2013

Explicações!!

Meu maridinho lindo <33

Oi galerinha, sei que eu havia promentido postar o capitulo quando tivesse 6 comentarios, bom eu ate tentei, mas estou muito mal, hoje quase desmaiei, minha mãe disse que foi uma reação alergica do remedio que estou tomando para gripe, também tive uma queda de pressão e foi horrivel sentir o corpo mole como se você não tivesse forças, eu me senti horrivel.
Só vi aqui pedir desculpas e dizer que quando eu estiver melhor eu posto outro ou talvez peço pra Mila postar.
Beijos e não nos abandonem!!

by: Nana Mahone Villaneuva 

25 de ago de 2013

Endlessly Capitulo 18 - A reconquistando (parte 1)



Autora On

Ann olhava Austin tentando achar palavras para tentar explicar-lhe que estava muito machucada para ficar perto dele novamente. Logo algumas palavras se formaram em sua mente, ela olhou Austin seria e disse:
- não acha que teremos algo de novo, estou muito machucada para que isso aconteça. – disse Ann olhando o chão.
- mas ainda vou te amar e isso você não pode me impedir. – falou Austin num tom um pouco alto.
Ann sentiu algo se mexer atrás dela e logo se lembrou do pequeno Jev. A garota virou-se e fitou o garotinho esfregando os olhinhos, o coração de Ann acelerou como ela explicaria a Jev o que estava acontecendo ali, o porquê de Austin Mahone, um cantor famoso estar ajoelhado aos seus pés e segurando sua mão? O que contaria ao filho? Ela não estava preparada para dizer ao pequeno que seu pai era um famoso cantor teen.
De certa forma Annalu tinha medo da reação de Jev com a noticia.
- mamãe. – chamou o garotinho com a voz carregada de sono, o mesmo sentou na cama e fitou Ann, logo notou Austin atrás da mesma e fez uma cara de confuso, voltou olhar Annalu e perguntou.
- por que Austin Mahone está aqui, mamãe? – falou todo atrapalhando algumas palavras por conta da idade. Austin sorriu ao ouvir o pequeno pronunciar seu nome um pouco errado.
Ann olhou para os lados tentando achar uma resposta convincente, Jev era muito esperto e não seria fácil enganá-lo, o pensamento de Ann foi interrompido pela voz de Austin que respondia o pequeno.
- sou um velho amigo de Robert e de sua mãe também. – disse Austin levedando-se e sentando ao lado de Ann na cama, ficando de frente para Jev, o pequeno garoto olhou pra Austin e depois para Ann e perguntou.
- isso é verdade mamãe?- Ann fitou Austin e logo suspirou e respondeu o garoto.
- sim filhinho, Austin é um velho amigo da mamãe.
Jev sorriu para a ela e logo “pulou” para o colo da mesma e disse.
- isso é legal, você é amiga de um cantor. – Jev olhou Austin e sorriu, o garoto respondeu-lhe com um sorriso da mesma intensidade, Austin estava adorando ver o filho de perto, era incrível como os dois se pareciam, Austin podia jurar que se sua mãe visse Jev diria que ele era uma mini copia de Austin.
- então Jev, eu estava pesando em convidar sua mãe e você para um almoço, nós três, o que acha? – perguntou Austin quebrando o silencio que tinha predominado por alguns segundos.
- legal, podemos ir mamãe? – perguntou Jev olhando Ann esperançoso, já ann não queria aquilo, aquele convite era apenas um pretexto pra Austin tentar algo, uma aproximação com o filho não mudaria nada da angustia que Ann tinha passado todos esses anos que ele ficou longe. Mas por outro lado, Ann não podia dizer não ao pequeno Jev, mesmo ele não sabendo que Austin era seu pai, seria egoísmo não deixar os dois conviverem.
- eu não sei Jev. – falou Ann tentando de alguma forma arrumar uma desculpa.
- ah vamos sim, por favor? – pediu o garotinho com uma cara fofa.
- é Annalu vamos, será apenas um almoço. – comentou Austin olhando fundo nos olhos de Ann, a mesma olhou Jev e viu o pequeno garoto sorrindo como se dissesse “pro favor mãe”
- ah tudo bem, apenas tenho que me arrumar e você Jev precisa de um banho. – falou Ann tocando a ponta do nariz do garotinho que resmungo algo como “ah não!”.

[...]

- minha mamãe sempre demora em se arrumar. – disse Jev a Austin, enquanto o rapaz olhava a escada pela quinta vez, ele estava nervoso.
- ah sim, eu sei disso. – falou Austin olhando o garotinho sentando no sofá todo arrumadinho, camisa xadrez, calça jeans e um supra branco, Austin acha engraçada uma criança ter um bom gosto como Jev.
- então Jev quando anos você tem? – perguntou Austin sentando ao lado do garotinho.
- três. – respondeu Jev olhando os pés que os mesmo mexia.
Austin iria falar mais alguma coisa mas foi interrompido por Annalu que descia as escadas, Mahone a fitou e sorriu, ela estava linda, os cabelos soltos de forma que dava para ver seu comprimento, o mesmo passava um pouco abaixo da linha dos seios, ver Ann tão bela o fez lembrar da noite passada quando ela esteve em seus braços, ele lembrou-se dos olhos claros dela o fitando intensamente enquanto ele a fazia sua.


As vezes achamos que o amor verdadeiro nunca vai acontecer com a gente, pois são tantas decepções com amores “falsos” que acabamos perdendo a esperança, mas austin nunca teve essa insegurança, sempre soube que Annalu era seu verdadeiro amor, desde o dia em que a conheceu, sim quando ambos eram crianças, apenas pequenas crianças que desfrutavam de um inocente amor de infância, mas não era um simples amor, era o amor verdadeiro entre duas almas que precisavam de carinho, e que juntas conseguiram isso, mas que agora tudo poderia acabar, mas não há um ditado que diz “ Um verdadeiro amor nunca acaba”, será que eles seriam a exceção? 

Continua..

Hey pessoas lindas, espero que tenham gostado do cap, comentem muito, se tiver bastante comentarios eu continuo hoje mesmo. Beijos!!

Continua com 6 comentarios!!

Selinho+Aviso!!

Prâque chapinha? Cabelos ao vendo é vida <33

Oi gatinhas aqui é a Nana, eu sei sumi, mas agora estou de volta e trago o capitulo novo que daqui a pouco eu posto, primeiro irei postar o selinho que o blog ganhou.
Ganhamos um selinho do blog Sonhando com One Direction!! Obrigada pelo selinho <33


Regras:
-Falar 11 coisas sobre o blog
-Responder 11 perguntas feitas pelo blog que te indicou
- Desenvolver 11 perguntas para os blogs responderem.
- Escolher 11 blogs com menos de 200 seguidores
-Avisar aos escolhidos.

Coisas sobre o blog:
1-ele foi criado algumas semanas depois de eu ter conhecido o Austin <33
2-em setembro o blog faz um ano \o/
3-Foi um dos primeiros blogs com fanfics do Austin no Brasil
4-a fanfic do blog é escrita por duas garotas, Nana (eu) e a Mila
5- comecei a escrever a fic sozinha, mas logo Mila se ofereceu pra me ajudar
6- o nome da segunda temporada da fic foi inspirada na musica Endlessly - The Cap
7 - o blog do austin é minha vida, não sei o que será de mim no dia que terei que desativa-lo, acho q morro.
8 - Eu e Mila não moramos na mesma cidade então fica um pouco dificil nos falarmos pra escrever os capitulos, mas sempre que ela vem na minha casa tentamos escrever, e as vezes mando o que escrevi para pela pelo face pra ela ler e continuar hahaha.
9-The Only Exception conta um pouco da minha vida, (a parte do bollying)
10 - Annalu é a junção das personalidades minha e da Mila
11-Logo, logo o blog terá nova fanfic!!

Perguntas que tive que responder:
1) Que faculdade quer fazer?
Pretendo fazer letras (ingles e espanhol)
2) porque resolveu criar um blog?
Por que nunca achava um fic boa do austin para ler e então acabei criando a minha.
3) qual seu maior sonho?
Abraçar Austin Mahone e a 1D.
4) qual foi seu maior mico?
bah tem muito, vou contar um que eu e a Mila cometemos juntas, mila se eu contar errado me corrija depois. Tipo eu havia ido pra cidade onde a Mila mora, era sabado e resolvemos ir ao centro da city, quando estavamos indo começamos a cantar uma musica do Austin, e estavamos falando dele e tals, na nossa frente ia um guri, o mesmo a cada cinco minuto olhava pra tras, ele era bonitinho, mas mal sabia nós que iriamos pagar um mico, o garoto andava logo mais  a frente e logo parou a frente de uma casa bateu na porta e ficou esperando, nós estavmaos um pouco longe ainda. Alguem atendeu a porta, mas o estranho foi que o garoto não entrou, ele falou algo e ficou ali, quando mais nos aproximavamos notamos que o garoto ria, quando chegamos na frente vimos um garoto igual o Austin, sem camisa e com o cabelo bagunçado, eu fiquei olhando a barriga do guri e a Mila ficou de boca a berta, eu só não pulei no "austin" por que seria mais mico, mas juro fiquei ums bons minutos fitando o guri com cara de restardada, juro ele era o clone do austin. Depois que nos distanciamos ficamos comentando sobre o fato, e pudia jurar que eles riram de mim, mas ele era o austin haha. Por causa desse fato ate hoje chamos o guri de "Austin", quando passamos pela frente da casa dele haha, o vimos mais duas vezes se não me engano e serio ele é o irmão gemio do austin ate o cabelo brombil é igual hahaha'.
5) Musica favorita?
Nesse momento Best Song Ever <33
6) alem de Directioner é mais alguma coisa? o que?
Sou Mahomie, Drewcon, BabeBeadles
7) tem amigos Directioner?
Aham, Duda, Mila, Ana am Mariana <33
8) a quanto tempo é Directioner?
Mais ou menos 1 e 9 meses
9) já se envolveu em briga para defender os meninos?
de agreção não, mas verbalmente sim muitas vezes haha
10) Qual dos meninos é o seu preferido?
Niall, meu marido james <33
11) a quanto tempo escreve?
desde os 14, tenho 17 agora ;)

Blogs que acho que merecem:

Aviso!!

Galerinha eu estou precisando de Adm's pra minha pagina no face, quem tiver interesada, mande a ficha abaixo pra o e-mail: nanapiber@gmail.com

Ficha;
Nome
Idade
Um pequena descrição sua
Uma foto recente
Algumas tirinhas que vc propria (o) fez
Oque pretende postar na pagina?
Qual horarios vc está disponiveis pra postar?
Postará todos os dias? Se não quais os dias você postara?

Aguardando as fichas loves <33


19 de ago de 2013

Endleyssly Capitulo 17 - Believe in me




Saber que a tive novamente em meus braços foi à coisa mais maravilhosa do mundo, mas triste ao saber que ela havia acabado e que nem ao menos tive uma chance de me explicar para a mesma, mas então o que eu estou esperando? Eu vou procurar Annalu e vou fazer o possível e o impossível para voltarmos e juntos criarmos nosso Jev, sai do banho e fui pegando o que achava na minha frente e colocando em seguida sai e segui em direção à casa De Annalu esperançoso e confiante, chegando à casa da mesma fico parado em frente a porta sem esboçar nenhuma reação estava louco para entra e pegar Jev em meus braços olhar para Annalu o quanto ela é importante em minha vida, mas algo estava me impedindo, medo? Talvez mas era preciso enfrentar tudo e todos para conseguir o que eu tanto almejava  , tomei coragem e bati na porta quer dizer logo quando estava pronto para bater alguém a abriu e era Robert, depois desse tempo que passei fora esse foi nosso primeiro encontro bem ele me olhava com uma cara um tanto quando confusa e eu não sabia o que falar logo ele quebrou o silencio.
- Austin? – Ele parecia não acreditar que estava me vendo.
- E ai cara, como está? – Falei estendendo a mão para ele, e pronto para eu receber um soco, pois imagino que ele ainda esteja com raiva de mim.
- Cara eu não estou acreditando que você está de volta- fui surpreendido por um abraço dele.
- Pois é cara, eu voltei para ver se concerto as burradas que eu fiz e que por medo fui embora para tentar esquece-las.
- Ah então Austin, eu sei que eu fui um pouco injusto com você mesmo você merecendo, mas é que é difícil você alguém que você ama sofrendo e não poder ajudar.
- Eu sei Robert, a você não sabe quanto é bom estar de volta- saber que tinha meu amigo novamente em meu lado só fazia com que eu me sentisse mais forte e determinado a lutar por Annalu.
- Mas então eu acho que você não venho até aqui só para me ver não é?
- Bom você está certo, não que eu não tenha gostado de revelo, mas eu vim atrás de Annalu, ela esta?
- Bom ela está lá em cima com Jev.
 - E será que eu poderia subir?
- Sim, mas você não viu ninguém aqui em baixo ok?
- Está bem, valeu cara – Falei e logo sai em disparada à escada, chegando ao quarto de Annalu me deparo com a cena mais linda de minha vida Jev e Ann deitados um no lado do outro dormindo a meu deus o que eu fui fazer os deixei escaparem de mim cheguei próximo aos dois que pareciam anjos, na verdade eram os meus anjos ajoelhei-me diante eles e pude sentir uma lágrima cair de meus olhos estar ao lado dos dois era algo inexplicável a distancia me mostrou o quão ruim é ficar longe de quem se ama, logo Annalu se movimenta na cama e abre lentamente seus olhos e segue seu olhar a mim, assustada a mesma salta da cama.
- O que está fazendo aqui?
- Você saiu sem me dar oportunidade de me explicar.
- Austin será que você não entendeu que eu não quero mais ouvir a mesma coisa de sempre, que você sentiu medo, que era muito novo, que tinha um futuro pela frente, eu já me cansei sabe eu não aguento mais se é isso que você quer saber, por mais que eu ainda tenha algum sentimento por você não vai haver nada entre nós e a única coisa que nos liga é Jev, que por mais que você tenha nos abandonado eu sei que se arrependeu e não vou impedi-lo de vê-lo, mas esqueça de qualquer chance de termos algo novamente por que se foi por isso que venho, por favor, saia – Ouvir tudo isso de Annalu me destruiu por dentro e eu perdi a fala, era como se tivessem arrancado meu coração era uma dor tão forte, saber que não teria mais a mulher de minha vida em meus braços me destruiu.
- Ann você tem certeza que é isso que quer? – Falei com lagrimas em meus olhos.
 - Sim e, por favor, não insista eu quero seguir minha vida.

- Está bem, mas não ache que eu irei desistir de você, de nós.. Isso ainda não acabou.

CONTINUA??

Oiii é a Mila, então como prometido está ai o capitulo ~pequeno~ mas é que hoje foi aniversário do meu irmão então tive tempo de vir só de noite aqui, mas se você continuarem comentando bastante tentarei vir diariamente aqui, o que achaam? hahah bom esse capitulo da pra sentirem o gostinho do que vem por ai. Ah eu vou parar de falar hahah.. Beijoos e até o próximo.

17 de ago de 2013

Endleyssly Capitulo 16 - Every part of me



"Talvez eu nunca serei quem eu era antes
Talvez eu não a conheça mais
Talvez quem eu sou hoje não é tão longe de ontem
Posso encontrar um jeito de ser todas as partes de mim?"

Annalu On
Enquanto seguia para casa eu fui pensando na besteira que eu havia feito, passar a noite com Austin só vai fazer que eu e ele sofrêssemos mais, pois uma reconciliação com ele não a nenhuma possibilidade de acontecer às coisas mudaram e o que ele fez me machucou muito e por mais que ele esteja realmente arrependido eu não estaria sendo a Annalu de verdade ao aceita-lo novamente. É melhor que as coisas continuem como estão eu aqui e ele longe, muito longe.
Cheguei em casa e minha tia saltou em meu braços ao prantos.
- Garota a onde você se enfiou, quase chamei a policia – Falou a mesma me largando e me puxando até a sala.
- Calma tia, eu estou bem – Eu não sabia como contar a ela que passei a noite com Austin.
- Vamos me diga a onde você passou a noite?
- Bem então tia, é complicado.
- Como assim Ann, me fale eu estou preocupada com você.
- Está bem, eu sei que eu fiz uma burrada e que você irá brigar comigo, mas eu mesma já fiz isso, eu passei a noite com Austin – falei baixando a cabeça, pois sentia vergonha do que havia feito, mesmo que eu o amasse todo mundo sabia do que Austin havia aprontado para mim e eu havia sofrido e saber que me  dei  ao capricho de me deitar novamente com ele era vergonhoso.
- Annalu não acredito que você fez isso minha querida - falou ela me abraçando de lado e me confortando.
- Ah tia eu me arrependo tanto, mas ao mesmo tempo não sabe, por que eu ainda amo o Austin, e por mais que ele me fizesse sofrer ele me deu a coisa mais importante e incrível da minha vida, o meu filho.
- Ah Ann eu não te condeno, por que você não tem culpa de ama-lo e ele te deu o Jev aquele príncipe que hoje nos alegra, e isso é fruto de um grande amor.
- Ah tia só você para me fazer não me sentir tão culpada.
- Ei querida, eu nunca irei te julgar só acho que você deve seguir em frente e esquecer Austin, acho que vai ser melhor para todos.
- É isso que eu vou fazer, se ele me procurar eu vou falar tudo o que eu sinto e o que eu quero pra minha vida.
- Isso fale tudo que esta te incomodando, desabafe.
- Obrigada tia, bem eu vou subir tomar um banho e me deitar um pouco com meu pequeno.
Cheguei até meu quarto e me deparei com uma cena que tocou meu coração, ver meu pequeno deitado e dormindo como um anjo me deixou toda derretida, ele dormia um sono profundo cheguei até o mesmo e o acariciei, logo fui para o banheiro e tomei um demorado banho em seguida deitei-me no lado de Jev que ainda dormia, em seguida adormeci.
Austin On

Acordei e percebi que Annalu não estava mais em meu lado, sai a procura da mesma mas já era tarde ela havia entrado em um taxi. Droga eu não posso perdê-la, não novamente preciso fazer alguma coisa para reconquista-la, pois eu sei que ela me ama tanto quanto eu a amo. Subi até meu quarto e fui tomar um banho enquanto a água quente caia em minha pele era como o toque de Ann e isso me trouxe as lembranças da maravilhosa noite que tivemos.
CONTINUA?? 

Hii gente eu sou a Mila, bom vim postar pra vocês hoje peço desculpas pela demora mas as coisas não estão faceis , bom eu acho que irei aparecer mais por aqui pois a Nana ta sem tempo, e então o que acharam? Eu sei ta pequeno mas foi o que eu consegui escrever no momento e ja estou trabalhando no proximo capitulo bom estamos com muitas ideias e aguardem muitas coisas estão por vir haha , espero que reconheçam nosso trabalho e comentem bastante, se até amanha tiver 3 comentariios eu posto outro. Kissus :*

5 de ago de 2013

Endleyssly Capitulo 15 - Eu te amo...



Autora On

- o que faz aqui? – perguntou Annalu olhando bem Austin.
- estava sentindo sua falta. – falou o garoto se aproximando de Ann.
- acredito que sim. – falou ela em um tom irônico se afastando dele.
 - sei que você está brava comigo, mas...- a garota logo o interrompeu.
- Brava? Eu te odeio Austin. – esbravejou Ann.
- eu sinto muito por tudo. – disse o rapaz sincero.
- não me interessa o que você sente ou deixa de sentir, apenas esquece de mim e de meu filho. – falou ela em quase gritos.
- Nosso filho. – disse Austin se aproximando de Ann e pegando forte no braço da garota.
- virou agressor de mulheres agora Austin? – desafiou Ann consumida pela raiva que sentia do garoto.
- você sabe muito bem que nunca a machucaria. – disse o garoto soltando um pouco o braço da garota.
- bom não foi o que fez há quase três anos atrás. – disse a garota o olhando no fundo dos olhos claros do rapaz.
- aquilo tudo foi um erro. – falou o rapaz.
- o nosso amor, o fruto dele? – perguntou Ann receosa.
- sabe que não falei sobre isso. – disse o garoto já aproximando o rosto perto do de Ann.
- então do que falava? – perguntou a garota revessando o olhar para os olhos de Austin e com sua bela boca.
- sobre o que eu fiz, eu a deixei sozinha com meu filho em seu ventre, isso não foi certo de minha parte. – disse o rapaz tocando o rosto de Ann com uma das mãos.
- eu te odeio por isso. – disse Annalu com os olhos fechados, mas na verdade ela amava Austin com todas as foças, os anos só fez com que esse sentimento crescesse mais.
- eu ainda a amo pequena. – disse austin roçando os lábios nos da garota, fazendo a mesma ofegar com  o contando, ambos precisavam daquele beijo, e foi assim, os lábios de ambos se juntaram e como sempre se encaixaram perfeitamente. As línguas de ambos “dançavam” em um ritmo frenético e quente, deixando ambos arrepiados com ambas se tocavam, sensações ótimas.

 - fica comigo. – pediu o garoto partindo o beijo.
- não posso fazer isso. – falou Ann de olhos fechados ainda lutando contra os sentimentos.
- por favor little. – pediu novamente Austin, fazendo Annalu se entregar a ele.

Os logo estava no carro de Austin, e em 20 minutos paravam afrente do hotel de Austin, Ann não tinha certeza se queria aquilo, a pouco tempo atrás nutria uma raiva incontrolável por austin tê-la deixado, mas agora queria passar a noite com ele, ela queria senti-lo. Ela estava confusa com tudo.

Já no quarto de hotel de Austin Ann fitou o teto e falou desentrelaçando as mãos das de Austin.
- não posso fazer isso, você me deixou, não é tão fácil assim pra conseguir meu perdão.
- esqueça isso Ann. – disse o garoto a puxando pra junto dele.
- não posso esquecer-me de tudo que passei sozinha, quando Jev nasceu você não estava lá. – disse Ann apertando os olhos pra não deixar as lagrimas caírem.
- então nome dele é Jev? – perguntou Austin sorrindo, ele havia gostado do nome.
- é, mas não mude de assunto. Eu não posso ficar. – falou ann já se virando para sair dali.
- hey pequena não vá fique comigo. – pediu austin a impedindo de ir, puxou a garota para perto de si, tocou a cintura dela e a apertou mais contra seu corpo e logo juntos seus lábios aos dela em um beijo calmo que aos poucos foi tornando-se feroz, cheio de desejos que ficaram anos contidos esperando apenas a hora certa de virem átona, e aquele momento estava sendo o dito cujo.
- apenas fique aqui e me deixe demostrar o quanto te amo e o quanto quero cuidar de você, e também do nosso filho. Eu te amo. – disse austin distribuindo beijos no pescoço da garota.
- eu não sei. – disse Ann ofegante por conta do toque dos lábios de austin em seu pescoço, era o ponto fraco de ann e austin sabia disso.
- não pense em nada apenas seja minha. – disse ele já tirando a blusa da garota.
e iria ser assim Annalu ira se entregar novamente a Austin.

[...]

- droga, droga. – falava a garota juntando as suas roupas espalhadas pelo chão do quarto, ela havia dormido com Austin e naquele exato momento se odiava por ter permitido, mas ela não podia negar havia sido a melhor noite da sua vida, mas não podia ter acontecido.
Annalu terminou de calçar o sapato, olhou para cama e vi Austin dormindo de bruços apenas com um lençol sobre o corpo, era lindo, e isso ela não podia negar, mas ela não podia se envolver novamente com ele, seu coração ainda estava juntando os cacos da ultima vez.

...

Ann pegou a bolsa e tirou dela o celular fitando a tela e vendo algumas legações perdidas da tia, ela teria que explicar o atraso a tia, e com certeza não saberia como dizer que estava atrasada por que havia se entregado novamente a Austin. Sua tia a daria um sermão com certeza.

Já eram 5 horas da manha e Ann procurava por um taxi para voltar para casa que era do outro lado da cidade. Assim que achou logo embarcou, mas antes de fechar totalmente a porta teve a impressão de ouvir Austin a chamar, pois ela não estava erada, Austin havia acordado e notou que sua pequena não estava ao seu lado, procurou a mesma no banheiro, mas nada, então vestiu-se e correu para rua vendo sua amada pegando um taxi, tentou chama-las mas sem sucesso, Annalu sem foi sem ao menos esperar por um explicação de Austin sobre tudo.

Continua..

Heey gurias e ai o que acharam?? Cotinua ou não??

Comentem..

Avisos:

Heey queria pedir ajuda de vocês eu e a Mila (outra postadora do blog) decidimos escrever outra fic, mas dessa vez com o Andrew Constancio, lebram dele né? Pois bem então eu e ela fizemos um blog e queriamos que vocês lessem.

2º aviso:
May Almeidah, fofa eu não consegui entrar en contando com você pelo twitter, ele não tá querendo entrar, pois bem, eu dizer-te e eu falaei com a outra adm do blog e nos decidimos que queremos ler uma sinopse da sua fic para decidirmos se vc pode ou não ser uma postadora. Então manda a sinopse um pouco grande para o email. 
nanapiber@gmail.com
Obrigada.

Continua com 7 comentarios.