30 de set de 2013

Endlessly Capitulo 26 - Family Moments



[...]

- mastigue de boca fechada Jev. – falou Annalu repreendendo Jev. Ann, Austin e Jev tomavam café juntos no Dannil’s, o lugar favorito de ambos.
- me desculpa mamãe, mas isso tá muito bom. – comentou Jev falando de boca cheia.
- isso também não se pode fazer. – falou Austin rindo do menino que abaixou cabeça envergonhado.
- tudo bem Jev, e você Austin pare de rir dele. – advertiu Ann.
Austin a olhou fingindo incredulidade e fez um bico.
- para com isso Austin, - falou Annalu entre um riso sendo acompanhada de Jev.
- você parece um bobão papai com esse bico na boca. - Comentou Jev em uma longa gargalhada.
- isso é um complô contra mim? – perguntou Austin incrédulo fazendo uma cara engraçada causando mais risos em Ann e Jev.
- isso não é engraçado. – comentou Austin fingindo estar bravo. – ah então é assim, tudo bem eu vou atacar também. – falou Mahone se aproximando de Jev e logo descarregando nele uma chuva de cócegas fazendo o garoto rir mais causando riso também em Annalu que assistia a cena feliz.
- para papai. – pediu Jev quase sem forças para pronunciar as palavras por conta dos risos que soltava, um pouco alto o que chamava a atenção de algumas pessoas que se encontravam na lanchonete.
- chega de bagunça vocês dois. – pediu Annalu, e logo que ela pediu eles param Austin voltou a sentar ao lado de Annalu e sorriu olhando para ela que também sorria, era tudo tão perfeito que ela mal podia acreditar que era real. Era verdade que a felicidade havia voltado a visitar lhe? Ou tudo que ela vivia era parte de um sonho e ela logo acordaria e se veria no seu quarto sozinha, sem Austin ao seu lado como estava acostumada a estar. Ela temia que poderia ser isso, mas ela pensava bem e vi que tudo aquilo era real, muito real.

- em que está pesando? – perguntou Austin vendo Annalu olhando o nada. Ann o olhou e sorriu se aproximando dele e dizendo.
- em como essa manhã está sendo perfeita, eu mal posso acreditar.
- mas acredite tudo isso é real. – falou Austin tocando o rosto de Annalu delicadamente  se aproximando para sela-la, mas foi interrompido por jev.
- você não vão se beijar na minha frente né? – perguntou o garotinho os observando.
- há um problema nisso Jev? – perguntou Austin
- é nojento. – falou o garotinho colocando a língua para fora fazendo um som engraçado.
- quando você souber o quanto isso é bom não pensará assim. – falou Austin rindo, mas logo parou ao receber um olhar tenso de Annalu.
- que foi? – perguntou ele confuso.
- jev é pequeno para intender isso Austin. – sussurrou Annalu, a mesma olhou jev e disse.
- tudo bem meu filho eu e seu pai não vamos mais nos beijar na sua frente.
Austin fitou Annalu com cara de “WTF?”, mas foi ignorado por Ann.


Que pudera jev era pequeno pra intender o amor que os pais sentiam um pelo outro e como eles demostravam isso, mas de uma coisa Jev sabia ele tinha uma família, algo que ele sempre quis ter, um pai e um mãe como toda crianças com quem ele convivia.

Continua

O cap prometido está ai, sei que está pequeno, mas é que estou escrevendo os capítulos de todas as minhas fics hoje e quero postar todos antes das cinco por que eu estudo a noite e tenho que me arrumar para ir a escola. Espero que tenham gostado, comentem muito.

PS: Pra Giovanna Marion que perguntou quando eu vou continuar a fic do Drew eu acho que hoje, a mila não escreveu a parte dela, mas como eu acho que ela não vai escrever eu vou escrever e posto hoje ;)


Continua com 10 comentários.

Endlessly Capitulo 25 - Eu amo...

Nova capa da fanfic alguém gostou?
Fui eu quem fez.. (Nana)

Narradora On

Jev ainda continuava dormindo e Austin e Annalu estavam jogados no sofá, a garota estava deitada sobre o peito do rapaz e a mesma tinha os olhos fechados, mas não dormia, o ato era causado pelo conforto pelo carinho que recebia de Austin nas costas, causando nela sim um pequeno sono, mas não dormiria por medo de acordar e ver que tudo era um sonho, algo que não era, Austin era real e aquele momento realmente acontecia.
- eu pensei que nunca mais teria momentos assim com você. – sussurrou Mahone com a voz um pouco rouca por conta de ter passado muito tempo calado.
- eu sonhei muito em ter seus braços de volta me envolvendo, não sabe quanta saudades eu senti.- falou anna apoiando as mãos no peito de Austin para fita-lo.
- u are my favorit girl. – falou o rapaz afagando o cabelo da garota num inocente gesto de amor.
- Eu te amo. – sussurrou a garota em português fazendo Austin  sorrir e balbuciar a mesma coisa em um português todo enrolado,  fofo devo ressaltar, mas o que não é fofo em Austin Carter Mahone?

- Austin isso tudo que aconteceu significa que estamos juntos de novo? – perguntou Ann voltando a deitar a cabeça.
-se você quiser posso gritar ao mundo que estamos juntos novamente. – sugeriu Mahone sorrindo, ele estava muito feliz em saber  que tinha sua garota favorita de volta, era como se toda a dor que o atormentava fosse destruída pelo amor dos dois, de certa forma era aquilo mesmo que havia acontecido.

Logo ali na porta que dava acesso a sala onde Austin e Ann se encontravam Michele observava tudo, ela sorria ficou feliz em saber que o filho estava de volta, pois desde que eles se mudaram para Miami Austin não era mais o mesmo, por que ele não tinha Annalu ao seu lado. Mas agora tudo seria diferente, tudo ficaria bem.

[...]

No dia seguinte...
Annalu se mexeu e sentiu uma pequena dor no corpo tentou abri os olhos, mas foi impedida pela luz, mas logo voltou abrir de novo, notando que ela estava no quarto de Austin, tinha jev ao seu lado e uma mão contornava sua cintura então ela lembrou-se de tudo. Ela e austin haviam voltado a ser um casa, Ann sorriu ao lembra disso.

Annalu se virou de lado e encontrou Austin dormindo tranquilamente, a garota sorriu e levou uma das mãos ao rosto do rapaz e depositou ali leves carinhos, fazendo austin sorrir, o garoto sabia que era sua amada Annalu, ele sorria por saber que momentos como essa aconteceriam mais vezes, que ele tinha certeza que acordaria muitas vezes com Annalu ao seu lado, e isso o alegrava muito.

- eu passei muito tempo sonhando em acordar assim, com você ao meu lado. – balbuciou Austin abrindo lentamente os olhos e fitando Annalu.
- eu também sonhava com isso. – falou Annalu se aconchegando perto de austin deitando a cabeça um pouco abaixo do rosto do rapaz, o mesmo pôs uma das mão sobre o cabelo de Ann e ali iniciou um carinho. Austin levantou o rosto de Annalu e logo os dois colaram os lábios em um selinho que logo se transformou em um beijo calmo, mas cheio de amor de ambas as partes, o ato só foi interrompido por Jev que pulou em cima dos dois gritando.
- vocês estão fazendo o que? – Annalu fitou o menino e sentou-se direita na cama assim com Austin, enquanto o pequeno garotinho observava os dois esperando uma resposta.
- bom pequenino, sabe o que é eu e a mamãe estávamos nos beijando para mostrar o quanto nos amamos, as pessoas fazem isso quando se amam muito. – explicou Austin.
- eu amo vocês, mas não beijo vocês na boca. – comentou Jev fazendo uma cara engraçada.
- sim meu pequeno, mas você de mostra seu amor nos abraçando e eu e o papai demostramos o nosso amor beijando, mas ainda é muito cedo para você intender isso. – comentou Annalu pegando Jev no colo.
- quando eu for do tamanho do papai eu vou intender? – perguntou Jev.
- sim pequeno você vai. – falou Austin sorrindo.
- mamãe você e o papai estão namorando? – perguntou inocentemente Jev mexendo nos dedinhos.
Annalu olhou Austin e o mesmo falou pegando Jev no colo.

- eu e sua mãe vamos casar. – quando Annalu ouvi aquilo seu coração acelerou, Austin estava falando serio? Eles realmente iriam casar?...

Continua

Me desculpem por não ter postado ontem, mas é que fiquei sem internet :(, mas ai está o capitulo prometido e pra recompensar vocês vou postar outro hoje, mas tem que ter 5 comentários no minimo nesse capitulo ok?
Então vamos lá comentem.
PS: Senhorita Mahone você disse que queria me ajudar na pagina me add no face que a gente conversa melhor ok? (Clica aqui e me add)

Continua com 5 cometários até as 15:30 ok??

29 de set de 2013

Hoje tem capitulo!!

Metade da The Crew ♥
Hey loves hoje irei postar um capitulo da fic, bom eu não estou em casa mas assim que chegar eu passo o capitulo que já está escrito (no meu celular) pro pc e posto.
Quero também pedir desculpas pela demora e perguntar se tem alguém interessada em ser adm da minha pagina? Se tiver comente aqui. 2Kiss babes 

Amo vocês suas divas divasticas ♥

Ps: Bem Vinda Agatha Mello ;)

24 de set de 2013

Endlessly Cap. 24 - Eu amo Austin Carter Mahone



Annalu On

Já se passava das 16h40minhrs da tarde e nada de Austin aparecer com Jev, ele havia combinado comigo que traria Jev as três, mas isso não havia acontecido.

Agora eu me encontrava sentada em minha cama ligando para Austin, ele ouviria poucas e boas agora.

- Onde você está Austin? Já são quase cinco da tarde e o combinado não era vocês estar aqui com Jev as três? – falei assim que atenderam ao telefone, eu estava com muita raiva, Austin estava sendo um irresponsável.
- Annalu aqui não é o Austin sou eu Michele. – ouvi a voz suave de Michele.
- ah me desculpe pelo meu desespero, mas é que estou preocupada com Jev. – falei levantando de onde estava sentada.
- fique tranquila Jev está se divertindo...- Michele foi interrompida e logo pude ouvir a voz de Austin.
- já estava ligando para você. Jev irá dormir aqui tudo bem? – ele perguntou, eu engoli em seco, temei que Jev se apegasse demais a Austin, isso pode soar egoísta, mas eu apenas queria proteger meu pequeno das decepções.

Acho que eu estava com o coração machucado e decepcionado demais e temia que Austin fizesse o mesmo com meu Jev.
- acho que não é uma boa ideia Austin, Jev não dorme fora de casa.
- ah Annalu, Jev está ótimo aqui se acontecer algo prometo que te ligo.
- deixa mamãe. – ouvi a voz de Jev ao fundo ele parecia rir e não estava muito longe de austin, podia jurar que ele escutava a conversa.
- você ouviu isso né? – perguntou Mahone e pude imaginar o mesmo rindo.
- sim eu ouvi. – falei tentando controlar minha vontade de chorar.
Merda porque eu tinha que amar tanto o idiota do Mahone? Às vezes eu me odiava por ainda gostar dele. Depois de tudo que ele fez, ainda continuo o amando muito, e ainda é um forte sentimento.

- então Annalu deixa, eu apenas quero passar mais tempo com o meu filho, prometo que logo pela manha ele estará de volta. – argumentou austin.
-eu não acredito mais em suas promessas. – sussurrei, mas temi que austin tivesse ouvido.
- então o que me diz? – ele perguntou, mas agora sua voz não transbordava empolgação, era estranho, mas ela estava embargada.

Eu pensei um pouco e logo respondi.
- quero Jev às 9hs amanha nada de atrasos.
- tudo bem Annalu eu não me atrasarei..eu promento. – ele falou calmo, mas nas ultimas duas palavras sua entonação se tornou firme, parecendo que ele queria me provar lago, agora tinha certeza que ele havia ouvido a frase que eu havia sussurrado minutos atrás, mas eu apenas disse o que sentia, Austin havia destruído a confiança que eu tinha com ele no momento que abandonou-me.

Era doloroso lembrar de tudo que passei sozinha, e ele havia dito que ficaria ao meu lado para sempre, mas o que me parece o pare sempre do austin não é o mesmo meu para sempre.

Eu larguei o celular sobre a cama assim que finalizei a ligação, me joguei na cama e fitei o teto, hoje era o meu dia de folga na lanchonete e eu havia planejado ficar com Jev, mas pelo jeito meus planos haviam ido por agua baixo, algo que não me agradou muito.

[...]

Devia ser umas três da manha quando ouvi o toque do meu celular, acorde0me com o mesmo, logo fitei a tela do aparelho e nele estava escrito o nome de Austin, logo atendi.
- o que aconteceu? – perguntei preocupada.
- Ann, Jev diz que não consegue dormir e quer você aqui. – falou Austin preocupado, ele realmente parecia estar em um pequeno desespero.
- eu disse que Jev não dorme fora, mas você não me ouviu.
- me desculpe, mas eu queria passar mais tempo com ele. O que eu faço ele etá chorando muito. – falou austin.
- fique calmo eu estou indo ai. – falei já levantando da cama.
- tudo bem estou te esperando. – ele falou e logo desligou, então eu logo tratei de me arrumar para ir ate o apartamento de Austin.


Já pronta corri para o carro e fui ate o hotel onde Austin estava.

Em exatos vinte minutos eu estava lá, eu bati na porta e logo atendeu, ele estava com Jev no colo e o pequeno chorava muito, logo peguei ele e disse tentando o acalmar.
- hey pequenino eu estou aqui fique calmo.
Jev abraçou-me forte e seus soluços cresceram um pouco, ele estava desesperado.
- mamãe. – balbuciou Jev com a voz embargada
- ah meu pequenino fique calmo eu estou aqui. – falei afagando seus cabelos ate ele se acalmar.
Logo consegui faze-lo dormir, o pus sobre a cama de Mahone e o tapei.

- eu fiquei desesperado, eu não conseguia fazer ele se acalmar, me senti perdido. – comentou Austin em um tom baixo por conta de Jev estar dormindo, Mahone estava escorado no batente da porta e tinha as mãos no bolso da calça de moletom e tinha um leve sorriso no rosto.
- agora ele dormiu vai ficar tudo bem. – falei andando ate a porta de entrada.
- Annalu espera você não precisa ir, fique comigo. – pediu Austin segurando minha mão e me puxando para perto dele.
- eu não posso. – falei sentindo meu coração acelerar por conta da proximidade.
- por favor. – ele falou roçando seus lábios nos meus enquanto escorregava sua mão esquerda ate minha nuca.

Eu não sabia mais o que responder, os toques de austin haviam bloqueado meus pensamentos, eu estava vulnerável a ele, como sempre fui. Então logo um beijo foi iniciado e eu apenas me entrei ao momento, pois era difícil pensar em algo naquele momento, eu tinha minhas pernas tremulas e meu coração acelerado, eu estava anestesiada pelos toques de Austin, eu o amava e isso fazia com que eu aceitasse o beijo, o mesmo era cheio de saudade de ambos, eu e ele ainda nos amávamos, mas eu tinha medo de tentar de novo, tinha medo de quebrar o coração, pois um coração quebrado eu já tinha, ele estava se reconstruindo e estava sendo difícil, mas eu não podia negar, eu ainda amava Austin Carter Mahone.

Continua...

Hey pessoas lindas, eu sei que demorei, mas tem um motivo foi feriado aqui onde eu moro semana passada e então eu aproveitei para sair foi na casa da Mila (a outra escritora), pois ela mora em outra cidade, e fui na casa da minha avó então fiquei sem tempo de escrever, mas ontem eu comecei a escrever e ai está o resultado, eu sei que o capitulo não tá bom, mas espero que gostem. Mais uma coisas a Mila ficou sem pc não sei quando volta do concerto então quem ficara postado a fic serei eu por um tempo ok. 2Kiss ♥

Continua com 10 comentários 




16 de set de 2013

Endlessly Cap. 23 - Gramdma ♥

Eu não me aguentei esperar os 10 comentários e vim logo postar por que chorei lendo os comentários de vocês. PS:Vocês que são divas ♥♥

Achei tão perfeita essa foto, e combinou com o capitulo ♥♥

Austin On

Já se passava de meio dia e meia e eu e Jev almoçávamos no Danniel’s por insistência do pequeno Jev, como Annalu ele amava bacon, mais especificadamente o bacon canadense do Danniel’s. Eu comia batata frita junto de um hambúrguer acompanhado de um copo de refrigerante, e já Jev se deliciava com uma porção de Bacon e batata frita dispensando qualquer liquido para acompanhar, não pode eixar de notar o apetite do pequeno, que mesmo daquele tenho era bem grande.  
- papai nós vamos fazer o que depois? – perguntou Jev colocando mais uma batata frita na boca, eu o olhei e pensei por alguns segundos e logo respondi sorrindo, por ter tido uma grande ideia.
- vou te levar pra conhecer uma pessoa.
- uma pessoa? – perguntou ele curioso.
- sim uma pessoa que quer muito te conhecer. – comentei tomando gole de meu refrigerante, e em seguida sorrindo sem mostrar os dentes. Jev olhou-me curioso e também sorriu.

[...]

- já estamos chegando papai? – perguntou Jev, já fazia exatos trinta minutos que havíamos saindo do Danniel’s e eu levava Jev para hotel onde eu estava hospedado, eu iria apresentar ao pequeno minha mãe.
Como a mesma está sozinha em meu quarto de hotel e eu não tinha mais nada em mete do que fazer com Jev, tive a ideia de ele ir conhecer a avó dele.
- falta pouco. – falei o olhando enquanto sorria.
Eu não mentia realmente faltava pouco, apenas mais dois minutos.

- pronto chegamos. – falei assim que estacionei meu carro na garagem do hotel, Jev me olhou e sorriu. Eu sai do carro e logo abri a porta para o garotinho, que sai e logo pulou em meu colo e disse.
- eu estou curioso. – eu ri da sinceridade dele e disse entre risos.
- tenho certeza que vai adorar a surpresa. – Jev sorriu abertamente e colocou uma de suas mãos por trás de meu pescoço e repousou a cabeça na minha eu sorri com o ato dele.

Andei ate o elevador e entrei cliquei no botão do meu andar e esperei, ate finalmente o elevador abriu e eu sai do mesmo e andei ate a porta de meu quarto e entrei.
- chegamos Jev. – avisei ao garotinho, ele se mexeu em meu colo e saiu do meu colo correndo pelo quarto, deu algumas voltas da cama e logo pulando na mesma.
- ela é confortável. – comentou Jev enquanto pulava ali, eu ri dele.
- parece ser divertido o que está fazendo. - ouvi a voz de minha mãe, Jev parou de pular e fitou a entrada da pequena sala que havia no quarto. O garotinho sentou na cama parecendo estar com medo de minha mãe.
- Jev essa é Michele minha mãe, ela é a pessoa a quem queria que conhecesse. – falei ajudando o garotinho a sair da cama. Minha mãe olhou Jev e logo disse em entusiasmo.
- então você é o pequeno Jev, eu estava ansiosa para te conhecer, venha ate aqui pequenino. – falou minha mãe agachando e chamando Jev para perto dela, o mesmo olhou-me eu assenti e ele então soltou minha mão e andou ate ela. Minha mãe o pegou no colo e disse tocando o nariz do garoto.
- você é tão lindo, parece muito com o seu pai. – jev sorriu e olhou pra mim e eu sorri pra ele.
- mãe você poderia ficar um pouco com ele enquanto eu tomo um banho? – perguntei me aproximando deles, ela me olhou e disse.
- claro será um prazer ficar com meu netinho. – Jev sorriu envergonhando.

Eu sai e andei ate o banheiro com minha roupa em mãos, eu precisava de um banho eu estava um pouco suado por conta do jogo de basquete que eu e Jev havíamos jogado.

Autora On

Michele andou ate a cama com o neto no colo, sento ali e colocou Jev ao seu lado e sorriu vendo o garotinho, não tinha como negar, Jev era muito parecido com Austin e também remetia uma pequena lembrança de seu falecido marido.
- quer ver tv? – perguntou gentilmente Michele, o garotinho apenas assentiu, Jev estava com muita vergonha, era tudo novo para ele. Agora ele tinha um pai e uma avó, ele já tinha uma avó, mas Marly, mãe de Annalu nunca viera o visitar, ela morava no brasil e quando soube da existência do pequeno simplesmente deixou de manter contado com Annalu, Marly havia ficado decepcionada com a filha por ter engravidado tão nova.


Michele achava também precipitada o que havia acontecido com Annalu, mas nunca em hipótese alguma abandonaria Austin, como Marly fez com a filha, Austin era importante para ela, e Jev agora também começava a se tornar importante, o seu pequeno netinho.

Continua...
Loves eu amei os comentários de vocês farão tão fofos AAA #Chorei. Eu queria agradecer todo o carinho de vocês, e por de vocês que ainda continua escrevendo a fic.

Continua com 10 comentários...

15 de set de 2013

Endlessly Cap. 22 - Um pequeno medo...



Autora On

- o que estamos fazendo aqui papai? – perguntou o garotinho enquanto ele e Austin entravam na mais famosa loja de esportes de San Antonio. Austin havia tido uma ideia maravilhosa para passar o dia com o filho.
- vamos comprar uma bola de basquete. – disse Austin olhando as imensas prateleiras fixadas na parede onde continham bolas de todo tipo de esporte.
- precisam de ajuda? – perguntou uma menina ela parecia ser uma atendente e logo que conheceu Austin ficou surpresa e deu alguns passos para trás e ficou imóvel.
- queremos ver uma bola de basquete. – disse Austin calmo, mas ele temia a reação da moça a sua frente. A menina ficou calada por alguns minutos, mas logo respirou fundo e passou a frente  de austin mostrando-lhe as bolas de basquetes que havia no estoque.

[...]

- faça bom uso de sua bola senhor Mahone. – disse a caixa da loja com um sorriso absurdamente largo, algo que se podia jurar que era possível existir.
- obrigada. – agradeceu Austin pegando a bola e na mão de Jev e caminhando para fora da loja. Austin entrou no carro e colocou o pequeno Jev no banco da frente com o sinto de segurança e a bola que há minutos fora comprada nos banco de trás.
- nós vamos aonde papai? – perguntou Jev curioso, ele queria saber o destino dos dois desde que se despediu de uma mãe.
- vamos ao um lugar que você vai gostar muito. – disse Austin sorrindo enq7uanto observava atento a estrada.
Mahone estava feliz em poder ter esse dia com o pequeno Jev, aquela dia era uma chance dele mostrar a Annalu que ele podia sim ser um pai pra o pequeno Jev, que ele poderia arcar com suas responsabilidades, e que não era tarde para ele criar um laço de pai e filho com Jev, era cedo e ele iria fazer isso acontecer. Austin havia jurado a ele mesmo que teria tudo o que fora seu no passado de volta e isso incluía o amor de Annalu, pois o garoto sabia que a garota ainda o amava, o amava muito, assim como ele também a amava com todas as forças que tinha.

[...]

Emma’s House...

- o que acha que eles estão fazendo agora? – perguntou a garota para Emma, Ann estava impaciente olhando o relógio, eram apenas 9hs e 21min da manha e fazia exatos 30 minutos que eles haviam saído dali para o dia de pai e filho que Austin havia proposto.
- fique calma Ann, eles devem estar se divertindo. – tranquilizou Emma, fitando Robert descer as escadas com Enzo no colo.
- concordo com Emma eles devem estar curtindo muito. – disse Rob sentando ao lado de Emma e depositando um pequeno selinho nos lábios da moça.
- eu espero que sim, não quero que Jev se decepcione, eu ficaria muito triste se vejo mal. – disse Annalu olhando o chão, ela não queria que o filho sofresse o que ela sofreu por Austin, ela sabia que Austin alguma hora teria que ir e temia pelo filho que com toda certeza sentiria falta do rapaz, e isso não seria nada bom.
- tente não pensar no piro, pense que o pequeno Jev está se divertindo. – sugeriu Robert a Ann, a mesma o olhou e tentou sorrir, mas o que saiu de seus lábios foi um sorriso murcho sem vida.
Annalu queria poder acreditar que tudo estava bem com eles, mas algo dentro dela diria que aquele inofensivo passeio a traria grandes decepções, algo que ela não queria naquele momento, já estava machucada demais.

Cielo Blue Park, San Antonio..


- Jogue aqui Jev. – gritou Austin ao filho, para o que pequeno o alcançar a bola, e assim o menino fez jogou a bola que Austin recebeu e logo fez uma bela cesta, e saiu vibrando pegando o pequeno garotinho no colo e o colocando nos ombros dando-lhe uma legitima comemoração de final de NBA. Jev apenas ria de tudo, sentindo-se bem com o pai ali brincando com ele, o pequeno sempre havia visto os amiguinhos brincando com os seus pais e ficava triste por não ter o seu, mas agora era diferente ele tinha seu papai, e ao ver do garotinho aquilo era incrível. Pois toda criança merece ter seu pai perto...
Continua...

Heey babes eu aqui de novo pra alegria de vocês hahaha. Eu (Nana) escrevi de novo o cap, pq né...mas bem gostou? Então comenta pra mim continuar rapidão!!
Ate o próximo cap ;)

Continua com 10 comentários...


11 de set de 2013

Endlessly Cap. 21 - Daddy day


Austin On

Eu havia prometido a Jev que o levaria para dar um passei, não sabia exatamente onde o levaria, havia pensado sobre isso enquanto me arrumava, mas nada me veio à mente. Eu conhecia San Antonio muito bem, mas nada me parecia legal para visitar naquele dia com Jev, meu filho. Soa tão estranho quando digo isso, eu com 19 anos não me via com um filho, mas não tenho do que reclamar, não eu tenho, Annalu ela não está comigo, isso é tão desesperador.


Fui despertado de meus devaneios pelo meu celular aos berros, andei ate a capa e o peguei, atendi sem ver quem era.
- alô?
- Austin meu filho sou eu. – falou minha mãe alegre demais do ouro lado da linha.
- oi mãe. – eu disse tentando soar no mesmo tom.
- adivinha quem acabou desembarcar em San Antonio? – perguntou ela e podia jurar que ela sorria.
- hã..você. – falei como se fosse obvio, ouvi ela gargalhar e dizer.
- isso mesmo, é tão bom estar de volta por aqui.
- eu que o diga.- disse lembrando-me do quanto era bom estar ali, em San Antonio minha casa.
 - então meu querido, eu queria que você viesse me buscar. – falou ela um pouco manhosa.
- não posso mãe tenho um compromisso. – falei lembrando-me que iria sair com Jev.
- o que é mais importante do que buscar sua mãe em um aeroporto? – perguntou ela um pouco brava.
- passar o dia todo com meu filho. – disse e sorri.
- você o conheceu? – perguntou ela agora calma.
- sim mãe, ele é a minha cara, um legitimo Mahone. – falei e ouvi um suspiro de um riso e então soltei um pequeno riso pelo nariz lembrando-me de jev.
- como ele se chama? – perguntou-me ela me desprendendo-me de meus pensamentos.
- Jev. – balbuciei calmo.
- um nome diferente, mas belo. – comentou ela eu podia vê-la sorrir, então sorri também, fiquei ali perdido em pensamentos por alguns instante fui despertado pelo som da voz de minha mãe.
- filho você ainda está ai?
- sim mãe. – disse
- bom não precisa vir me buscar eu posso pedir a Mandy para fazer isso, vá passar um tempo com meu netinho, quero o conhecer logo. – falou ela.
- claro mamãe logo você o conhecera.

Logo ouvi ela desligar, então joguei o celular em cima da cama e fui ate obanheiro terminar de me arrumar pra ir buscar Jev.

[...]

- a onde vamos papai? – perguntou Jev descendo as escadas e logo atrás dele Ann, ela estava linda short jeans e blusa larga com uma manga caída e os cabelos bagunçados ela parecia ter acordado há pouco tempo, eu sorri para Jev o pegando no colo e o respondendo.
- vamos dar um volta por San Antonio.
- podemos ir ao Dannil’s, lá tem o melhor bacon canadense do mundo. – falou o pequeno garoto naquele momento vi que ele também tinha algo de Annalu.
- é eu sei disso. – falei olhando Ann que fitava-me mas quando eu a olhei ela logo tratou de desviar seu olhar pra Jev. Caminhou ate o mesmo e se agachou ate o pequeno e disse.
- comporte-se, por favor, não deixe Austin louco. – pediu ela arrumando a blusa xadrez do garotinho.
- pode deixar mamãe. – falou ele beijando a bochecha de Ann e logo a abraçando.
- eu te amo. – murmurou ela
- também te amo mamãe. – respondeu o garoto passando as pequenas mãos sobre o cabelo de Annalu, aquela sena me fez ver que eu devia ter ficado ao lado dos dois e não ter ido embora, eles deveria ter sido meu sonho.
- então vamos? – perguntei interrompendo o momento dos dois, Jev separou-se de Ann e logo pulou em meu colo, eu olhei Annalu e disse.
- voltou com ele as 3pm.
Ela apenas assentiu, então segui rumo a saída com Jev em meu colo, rumo ao nosso dia de pai e filho.

Só espero que eu me saia bem sendo pai, estou rezando para que tudo dê certo, tem que dar.

Continua...

A Mila não veioooo uu, mas eu vim EEE tá nem é pra tanto, mas eu sei que sou mais vida na vida de vocês, tá parei hahaha. Bom e ai o que acharam do cap? Tá legal? Chato? Comentem muitoo.

Continua com 10 comentarios...

Ganhei outra tag agora do blog Imagine Tudo (esse blog divo ai que emoção AAA)
bom como já são 2pm da manha eu vou apenas indicar os blog e as perguntas vou ficar devendo ;)

Indico:

5 de set de 2013

Endlessly Cap. 20 - Eu sou seu pai, Jev...



Austin On

Eu e Annalu nos encontrávamos em um dilema, como contar ao nosso filho que eu era seu verdadeiro pai? Eu temia que o pequeno Jev não reagisse bem, tenho medo que ele me odeie por tê-lo o deixado, mas o certo a fazer é contar toda a verdade.
- devemos contar a verdade a ele. – balbuciei a Ann, a mesma me olhou pareceu pensar e logo assentiu.
- venha cá filhinho que eu e o Austin precisamos te contar algo. – disse ela agachando e chamando o pequeno garoto que logo correu até ela.
- vamos sentar e fazer nosso pedido enquanto conversamos, ok? – sugeri a Annalu que assentiu e caminhou a mesa.

[...]

Já servidos, era hora de contar toda a verdade a Jev.
- você começa ou eu começo? – perguntei, Annalu olhou jev e falou.
- eu começo.
- tudo bem. – disse.
Ann olhou nosso pequeno e sorriu para o mesmo que retribuiu com um mesmo sorriso.
- bom filhinho o que a mamãe tem a te contar é algo complicado de explicar, mas quero que entenda que tudo o que fiz foi para o seu bem..- disse ann e logo suspirou, notei que estava difícil para ela, então resolvi eu continuar.
- o que sua mãe está querendo dizer é que, ela te ama muito e que eu Jev sou seu pai. – naquele momento vi Jev abrir a boca surpreso como se não acreditasse em minha palavras, ficou alguns minutos ali parando me olhado com a boca aberta, o que me deixava angustiado eu queria que ele dissesse algo.
- está tudo bem com você Jev? – perguntou preocupado.
- meu deus meu pai é um cantor famoso. – falou o garoto eufórico, eu fiquei surpreso com a reação dele, assim como Annalu que olhava o garoto sem entender.
- você não está zangado por não termos te contando? – perguntou Ann.
- eu fiquei por um tempo, mas quando notei que Austin Mahone é meu pai..meu deus mamãe Austin Mahone é meu pai. – falou o garoto sorrindo largamente, eu ri da expressão do garotinho que era um tanto engraçada.
- então você gostou da noticia? – perguntei.
- claro. – falou ele saindo de sua cadeira e pulando em meu colo me dando um forte abraço.
Aquela sensação de tê-lo em meus braços era incrível em anos me senti completo novamente, mas não totalmente ainda faltava Annalu para minha felicidade ser completa, eu precisava dela comigo.

Annalu On

Por um lado fiquei feliz em vez Jev reagir tão bem a noticia, mas por outro lado tinha medo de tudo que podia acontecer depois dessa revelação, Austin era agora um famoso cantor teen, tinha fãs e muitos paparazzi atrás dele, minha vida e de Jev não seria mais a mesma se aquele segredo fosse revelado pela mídia, eu não queria aquilo, queria continuar a minha pacata vida em San Antonio, ao lado de tia Mandy, robert, emma e meu pequeno Jev, no meu não perfeito emprego, mas que me ajudava muito, apenas queria continuar sendo a Annalu, eu não queria ser a “Mãe do filho de Austin Mahone”, pois tinha certeza que era assim que eu seria chamada depois que a impressa descobrisse isso tudo.

- mãe o papai Austin me prometeu um autógrafo do Justin. – falou Jev empolgado despertando-me de meus devaneios, eu apenas sorri sem animo e disse falsamente.
- que bom meu pequeno. - logo o pequeno voltou a correr pelo restaurante como fazia antes.
- aconteceu algo Annalu? – perguntou Austin tocando minha mão que repousava sobre a mesa. Eu o olhei e retirei minha mão debaixo da dele e disse rude.
- não tente comprar o amor de Jev com presentes caros e autógrafos de pessoas famosas.
- não estou fazendo isso, só quero me dar bem com o moleque. – disse ele defendendo-se.
- só não o transforme em um mini austin Mahone.- falei me levantando e pegando minha bolsa, olhei o restaurante e avistei Jev e logo disse.
- vamos Jev, está na hora da mamãe trabalhar.- ouvi Jev reclamar, mas caminhou ate mim.
- tchau pequeno. – falou Austin bagunçado o cabelo do menino.
- tchau papai, você vai-me ver amanha não é? – perguntou Jev esperançoso.
- claro o que acha de um passeio? Se sua mãe deixar é claro. – falou Austin olhando para mim.
- você deixa né mamãe? – perguntou-me Jev olhando para cima pra encarar-me.
- uhm claro pequeno, mas agora temos que ir. – falei olhando austin, peguei na mão de Jev e segui ate a porta, antes de passar pela mesma ouvi austin gritar.

- até amanha Annalu e filhinho. – podia jurar e o imaginei sorrindo, mas não virei-me pra conferir, apenas segui rumo a minha casa, com Jev pelo braço, pensando em tudo que havia acontecido comigo naquele dia, eram muitas emoções ~Roberto Carlos hahaha~ para um dia só.

Continua...

A Mila não veio mas eu vim, eu quem escrevi essa cap. eu sei tá ruim uma merda, mas tava sem ideia, juro melhorar. Acho que o proximo capitulo é a Mila que posta, mas só acho por que né...

Continua com 10 comentarios.

Divulgado:
Imagine J Cats (Union J AAAA <33)

Tag que recebi :)
ganhei do blog Princesa do Drama ~blog divo~

1- Como escolheu o nome do seu blog?
bom eu tenho uma pagina do Facebook dedicada ao Austin chamada Oh My Austin Brazil então decidi colocar o nome do blog de Oh My Austin Fics hahaha.

2- Quanto tempo se dedica ao blog?
Faço um ano em outubro que tenho esse blog :)

3- Já teve problemas com comentários anônimos?
Acho que não, não lembro, é que não sou de quardar coisas ruins eu as ignoro.

4- Pretende mudar algo no blog em 2013?
Mais do que eu já mudei? hahah Acho que nesse momento não.

5- Já ficou sem inspiração para postar?
Varias vezes, tenho 4 blogs e sou adm em mais um, então não tem como não ficar sem inspiração, mas sempre tento arrumar inspiração..

6- O que você gosta mais de fazer quando está no computador?
Eu amo ler fanfics e entrar em outros blogs, amo fuxicar blogs hahaha'

Repasso essa tag pra os blog divos:

Princesa do Drama (retribundo pq seu blog é divo)


3 de set de 2013

Explicações!!

Meus maridos por que sim!!

Me desculpem!!! A culpa do cap ainda não estar no blog é minha, Nana, é que eu fiquei tão ocupada com as coisas do colegio e tals que esqueci de avisar a Mila que era a vez dela de escrever o cap, mas fiquei tranquilas que hoje mesmo ela posta, bom eu espero que ela poste hahaha.
E mais uma vez me desculpem!!
Podem brigar comigo, eu fui uma burra...