8 de jun de 2014

Believe In Love, Capitulo 1- Prólogo





  Evelyn Narrando



          Acordo com o Sol batendo no meu rosto e o barulho irritante do despertador.

           5:30A.M; Hora de ir pro colégio Evelyn.

           Me levanto com preguiça e vou até o banheiro. Lavo meu rosto para despertar e ando bocejando até a cozinha do apartamento.

            - Bom dia Ka- Digo me sentando ao seu lado na mesa

            - Bom dia Eve- Fala sorrindo, como ela consegue ter tanto humor de manhã?- Hoje você tem alguma prova ou teste?- pergunta olhando pro jornal, dou de ombros

            - Espero que não- Digo me levantando e voltando pro quarto.


    (...)


5 de jun de 2014

Nova Fanfic- Believe In Love


Sinopse :

   Amor ou Obsessão? 
   Ela, uma simples estudante.
   Ele, o dono do crime.
   
   Será que ela pode muda-lo?
   Será que ele realmente ama?



Personagens :

  
  Evelyn Fox, 17 anos; estudante de psicologia

  Karina Groover, 18 anos; estudante de medicina

  Austin Mahone, 21 anos; gangster de Miami

  James Harris, 22 anos; gangster de Miami

  Tyler Lewis, 35 anos; gangster de Las Vegas

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Heeeeeeeeeey \ o / 

Girls, voltei! E pra ficar! Bem, essa nova fanfic eu vou começar a postar essa semana... Eu refiz ela umas 500 vezes, até pensei em não faze-la e deixar o Blog... Mas, eu AMO escrever pra vocês <3 então eu acabei com essa depressão e continuei aqui. Essa Fanfic vai ser meio pesada, não por ser criminal e tals... Mas também por que eu escrevi ela com a cabeça totalmente conturbada, até que ficou bem legal... Espero que gostem, não xinguem e comentem! 

Se tiver 3 comentários até de tarde eu posto! bjks














3 de jun de 2014

Every Thing About You Capitulo 12 - Many Problems


O meu salvador, continuava a distribuir golpes pelo meu quase estuprador, mas por um momento ele parou, respirou fundo e virou-se para mim e então puder ver o rosto do rapaz que me salvará, era...Austin, o mesmo ofegava e olhava para mim, não sabia descifrar sua feição, não sabia se era preocupado ou zangado, não sei. Ele começou a caminhar em minha direção e assim que estava em minha frente perguntou.
- você está bem? quer dizer aquele idiota te machucou? 
Eu suspirei e corri para os braços de Austin, eu até me surpreendi com meu ato, mas eu estava assustada demais para lembrar que eu o odiava, eu apenas queria um abraço, um ombro onde eu pudesse chorar, eu apenas queria conforto, ainda mais depois do que tinha ocorrido. Austin por um curto tempo ficou sem reação, mas logo abraçou-me enquanto afagava meus cabelos, nenhum dos falava nada, o único som escutado era do meu choro que eu inutilmente tentava cessar.

[...]